Chamada para testes: Geolocalização no Tainacan 0.20.0

Temos um convite para a comunidade Tainacan! :tainacan: :wave:t3:

Como sabem, antes de lançarmos grandes versões, costumamos soltar uma “release candidate”, ou seja, uma versão quase final para que você possam fazer seus testes e nos ajudarem a descobrir eventuais bugs que possamos ter deixado passar. Hoje queremos abrir um teste similar, porém mais antecipado, de uma feature que tem sido bastante pedida aqui: o metadado de geolocalização - a grande estrela da próxima versão, a 0.20.0.

Acreditamos que boa parte da funcionalidade está pronta, porém há níveis de interação e uso que gostaríamos de receber o feedback de vocês. Afinal, como verão, estamos acrescentando interfaces completamente novas para o Tainacan com a chegada dos mapas. Então, para os mais aventureiros, que estiverem dispostos à testar uma “versão Beta da Beta”, segue o link:

E se quiserem uma orientação, aqui vão alguns passos… não se assustem porque é bastante coisa, mas a ideia é elaborarmos um material mais “didático” como documentação na Wiki depois:

Para testar o metadado de geolocalização

  • Vá para as configurações de metadados de uma coleção e crie metadados de geolocalização. Sugerimos que haja pelo menos um multivalorado, um univalorado e um dentro de um metadado composto. O metadado composto é importante porque ele vai ser a forma de se identificar outras informações sobre o local que não só os pontos em latitude e longitude. Nome, ou endereço, por exemplo, fica no composto;
  • Vá para a página de itens e teste a inserção, edição e remoção de pontos. Veja como funciona o clique no mapa para inserção ou manipulação dos pontos, além da edição pelos campos de texto;
  • Há um recurso um pouco avançado que poder ser testado também: se você copiar de algum lugar um texto contendo um par de coordenadas (por exemplo, “-16.6063804,-49.2537338”) e colar no primeiro campo de texto do metadado de geolocalização, ele deve dividir em latitude e longitude;
  • Preenchidos os itens, veja na página pública como estão os mapas e suas localizações.

Para testar o modo de visualização “Mapa”

  • Vá para as configurações da coleção e ative o modo de visualização “mapa”. No admin, ele é ativo por padrão, mas para ver na parte pública precisa ter ativado ali. Teste tudo o que vai a seguir nos dois lados, porque são componentes diferentes;
  • Com o modo ativo, vá para a lista de itens e escolha o mapa. A primeira questão aqui é que ele só “funciona” se houver algum metadado de geolocalização ativo. Assim como em modos de visualização como a tabela e ficha, nós podemos habilitar ou não eles. Somente ao habilitarmos eles é que o mapa carregará uma lista com os possíveis metadados de geolocalização que serão usados para mostrar a localização dos items.
  • Outra questão importante aqui é que este é um modo de visualização com várias informações. Os itens mostrados ao lado são resultado da busca e filtragem atual, mas não necessariamente eles possuem localização naquele metadado, por isso podem estar com uma opacidade baixa. Ao clicar nestes itens, uma notificação avisa que são itens sem localização. Ao passar o mouse sobre um item que tem localização, os marcadores dele ficam maiores, para dar destaque. Já ao clicar em um item que possui valor no metadado, ele abre uma ficha ao lado (ver imagem acima). Clicando nesta ficha é que se vai para a página do item. Com o clique os marcadores dele também ficam maiores e os demais reduzem a opacidade, além do mapa se mover para centralizar neles. Clicando em qualquer lugar no mapa, o zoom e posicionamento voltam para o estado anterior. Outro jeito de voltar para o estado anterior é clicando no “x” ao lado da ficha do item. Clicando em um marcador, também é aberta a ficha do item, porém o zoom centraliza no marcador, mesmo que hajam outros marcadores associados ao item.
  • Experimente um pouco mais a interação com estas opções e recursos, avalie se está coerente. Além disso, há também o tooltip ( o balãozinho quando se passa o mouse sobre o marcador), que mostrará somente o título do item, a menos que este metadado esteja dentro de um metadado composto. Neste caso, serão mostrados também os demais valores do metadado composto, porém sem rótulo. Foi uma maneira que achamos de mostrar essa informação sem poluir demais, já que o resto pode ser visto em detalhes com o cartão aberto.
  • Note também que a navegação na página permanece a mesma: ainda há paginação dos itens e o clique em qualquer filtro deve recarregar o mapa.
  • Experimente também fazer a troca do metadado de geolocalização que será usado como referência para se mostrar as localizações.

Ping @tragnesia, @andre_benedito, @suelanesilva, @Maria_Cecilia e demais…

8 Likes

que alegria, vou me organizar para testar essa semana. Parabéns!!!

1 Like

Parabéns, muito esperado, testando…

oba! instalado e pronta para testar! :star_struck:

Excelente.
A testar, tudo indica que funciona correctamente.
Bom trabalho!

1 Like

Sensacional !
com a configuração do zoom, quando carrega dá um zoom-in no local do evento histórico da legalidade no Palácio PiratinÌ

parabéns equipe !!!

2 Likes

muito bom, parabéns Tainacaners @mateus.m.luna !!
coleção teste aqui > Fotografias

só para complexificar: o projeto no qual estou trabalhando (e para o qual só faltava essa ferramenta) gostaria de apresentar o mapa da Abya Yala/América tal qual proposto por Joaquín Torres García > América Invertida – Wikipédia, a enciclopédia livre
alguém sabe se OpenStreetMap oferece essa possibilidade?

obrigada!!

Interessante essa questão @tragnesia. A treta aí ficaria por conta da LeafLet, a biblioteca de manipulação de mapas que usamos. Eu dei uma pesquisada e isso parece ainda não ser possível nela. Tem um plugin que alguem desenvolveu mas ainda está bem experimental:

Pelo que li, eles consideram a feature muito difícil de se implementar:

Concorrentes como o MapBox oferecem isso mas existem custos pra usar a biblioteca deles…

1 Like

Agradeço as infos! Ficarei atenta à atualizações do plugin.

Que maravilha que a ferramenta foi implementada, ansiosa pela nova versão do Tainacan com ela!

1 Like

Olá, alguém conhece coleção pública com o uso da ferramenta de geolocalização?

Eu ainda não conheço @tragnesia. Estou trabalhando na implementação de um que vai usar mas ainda não está pronto pra lançar, acho que vai ser difícil achar por ser muito recente.

imaginei… agradeço!

Olá @mateus.m.luna @andre_benedito, como estão?
Vocês podem indicar porfa alguma coleção pública que utilize o recurso de geolocalização?
Obrigada!

Oi @tragnesia!

Recentemente foi feito acervo da Revista Zupi e eles tem uma coleção de Locais que está usando o metadado: Locais – Zupi Space – Acervo

Estou trabalhando agora em uma para o Cadastro Nacional de Museus que vai usar também, mas eles ainda não estão prontos :slight_smile:

eba, super agradeço!!

olá! trabalhando agora com a geolocalização em formulário, senti que a ferramenta tem limitações para possibilitar a localização exata (algo necessário para o projeto).
Essa versão de Leaflet/OpenStreetMap nesse LimeSurvey tem uma opção de busca (porém não funcionou aqui), mas o zoom é bem maior do que a configuração atual do projeto no Tainacan.
alguma dica para melhorar a localização?
obrigada!

Olá @tragnesia!

No caso do nosso metadado, ele só funciona com localização exata (coordenadas de latitude e longitude). O Zoom é uma informação relevante apenas na visualização do metadado, mas o dado guardado é ponto x,y mesmo. Mas não entendi bem, você não está conseguindo configurar um zoom mais próximo? Viu que nas configurações do metadado você pode configurar isso?

Sobre a busca por endereços, este é um tipo de serviço que ainda não achamos uma boa solução de fato gratuita, porque tem custo pra usar uma API destas. Eu dei uma inspecionada no link que você mandou e lá eles parecem estar usando este site aqui: http://www.geonames.org. Que parece ser gratuito, mas necessita de uma etapa de login e senha pra você fazer as consultas. Talvez possamos pensar numa versão futura do metadado onde as pessoas possam configurar este campo, criando sua conta nessa plataforma e colocando os dados na própria configuração do metadado… :thinking:

Oi @mateus.m.luna, de fato estava com a configuração errada do Zoom, valeu a indicação.

sim, Geonames é aberta e gratuita. torcendo por essa atualização da ferramenta, acho que fará muita diferença para diversos projetos!

obrigada, até!

Criei uma issue pra termos isso registrado: Use Geonames service to allow address search in Geo Metadata · Issue #859 · tainacan/tainacan · GitHub

Só adianto que deve demorar um pouco pra atacarmos isso, mas também acho uma coisa interessante de se ter no futuro…

agradeço @mateus.m.luna! só reforço que a busca por termo não funcionou direito para mim, então torço para que a ferramenta esteja operacional quando for o momento de considerá-la para o Tainacan.